Roseana admite renúncia; Arnaldo prepara a desforra

22/10/2014 | 6 Comentários

arnaldo melA governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), confirmou, nesta quarta-feira (22), que considera a possibilidade de renunciar ao cargo.

Em entrevista à rádio Mirante AM, Roseana também admitiu que não entregará as obras anunciadas na sua gestão, muito menos os 72 hospitais do Saúde é Vida.

“Algumas obras vão ficar para serem entregues depois, mas todas elas ficarão com recursos em caixa para a conclusão”, disse a filha do oligarca José Sarney, dando o tom de qual será o discurso dos seus aliados a partir de janeiro de 2015.

Questionada sobre os rumores de que renunciaria em favor do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Arnaldo Melo (PMDB), ela desconversou. Admitiu, no entanto, que a possibilidade é discutida nos bastidores do seu grupo político.

A desistência da governadora de concluir o mandato faria parte de um acordo para compensar Melo pelas frustrações políticas sofridas neste ano.

Além de humilhado nas urnas como candidato a vice na chapa derrotada de Edinho Lobão (PMDB), o deputado estadual por muito pouco não ocupou efetivamente a cadeira de governador. Foi defenestrado num último instante pela própria Roseana, quando esta desistiu de se desincompatibilizar do cargo para concorrer como senadora.

De olho na pomposa aposentadoria de governador, com privilégios e salário vitalício de aproximadamente R$ 25 mil, Arnaldo anda sorrindo para as paredes. Todavia, o que mais anima o presidente do legislativo estadual é a possibilidade de ter nas mãos a chave do cofre e comandar a despedida do grupo Sarney sentado no Palácio dos Leões.

6 Comnetários

  1. ANTONIO NAVA disse:

    Leandro, a respeito da aposentadoria, o STF na ADI 3853 julgou inconstitucional esse tipo de aposentadoria:
    “AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE. EMENDA CONSTITUCIONAL N. 35, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2006, DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. ACRÉSCIMO DO ART. 29-A, CAPUT e §§ 1º, 2º E 3º, DO ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS GERAIS E TRANSITÓRIAS DA CONSTITUIÇÃO SUL-MATO-GROSSENSE. INSTITUIÇÃO DE SUBSÍDIO MENSAL E VITALÍCIO AOS EX-GOVERNADORES DAQUELE ESTADO, DE NATUREZA IDÊNTICA AO PERCEBIDO PELO ATUAL CHEFE DO PODER EXECUTIVO ESTADUAL. GARANTIA DE PENSÃO AO CÔNJUGE SUPÉRSTITE, NA METADE DO VALOR PERCEBIDO EM VIDA PELO TITULAR. 1. Segundo a nova redação acrescentada ao Ato das Disposições Constitucionais Gerais e Transitórias da Constituição de Mato Grosso do Sul, introduzida pela Emenda Constitucional n. 35/2006, os ex-Governadores sul-mato-grossenses que exerceram mandato integral, em ‘caráter permanente’, receberiam subsídio mensal e vitalício, igual ao percebido pelo Governador do Estado. Previsão de que esse benefício seria transferido ao cônjuge supérstite, reduzido à metade do valor devido ao titular. 2. No vigente ordenamento republicano e democrático brasileiro, os cargos políticos de chefia do Poder Executivo não são exercidos nem ocupados ‘em caráter permanente’, por serem os mandatos temporários e seus ocupantes, transitórios. 3. Conquanto a norma faça menção ao termo ‘benefício’, não se tem configurado esse instituto de direito administrativo e previdenciário, que requer atual e presente desempenho de cargo público. 4. Afronta o equilíbrio federativo e os princípios da igualdade, da impessoalidade, da moralidade pública e da responsabilidade dos gastos públicos (arts. 1º, 5º, caput, 25, § 1º, 37, caput e inc. XIII, 169, § 1º, inc. I e II, e 195, § 5º, da Constituição da República). 5. Precedentes. 6. Ação direta de inconstitucionalidade julgada procedente para declarar a inconstitucionalidade do art. 29-A e seus parágrafos do Ato das Disposições Constitucionais Gerais e Transitórias da Constituição do Estado de Mato Grosso do Sul.”

    Então, se o Sr. Arnaldo Melo pensa em ocupar o Governo por uns 2 ou 3 dias para receber aposentadoria, pode esquecer. Tenho certeza que a PGE/MA não aceitará esse tipo de imoralidade.

  2. 15 disse:

    Quando foi para peitar Roseana ele foi bom, impedindo que a mesma renunciasse para concorrer ao senado. Ele mesmo ajudou cavar a cova do grupo político, agora quer ficar de boa. Se Roseana fizer isso já perdeu meu voto e meu apoio.

  3. Macabeu disse:

    Essa é a marca dessa irresponsável Roseana, Renúncia, a cara já endureceu por falta de vergonha, tanto faz se entrega ou não, a faixa ao seu sucessor, deveria perder a aposentadoria também. Se acontecer a renuncia vai onerar o Estado, com mais essa
    despesa de Arnaldo Mello, isto é uma patifaria…

  4. José Ribamar Gomes disse:

    Blogueiro Leandro Miranda, como o Antônio Nava mostrou o presidente da Assembléia Legislativa não tem direito a aposentadoria por ocupar um mandato governamental “tampinha”. Mas parece não ser esse o xis da questão. Com o doleiro Youseff falando tudo que sabe sobre propinas, é bem provável que a governadora Roseana Sarney Murad vai ter que explicar muitas coisas, como as malas cheia de dinheiro entregues a seus auxiliares direto. Ainda tem o “Paulinho”, ex-diretor da Petrobras que também acusa a governadora de fazer parte da máfia dos propineiros. Assim, a nobre governadora não estaria fugindo da responsabilidade corruptiva? É entregar o governo e seguir para os Estados Unidos, onde vai usar de todos os artifícios para não ser extraditada e ir para a cadeia. Por menos disso o ex-governador do Distrito Federal, Roberto Arruda, curtiu um período prisional. Roseana está é com muito medo de ir para o xilindró. Parece que não vai escapar.

  5. juarez disse:

    MANDA QUEM PODE OBEDECE QUEM TEM JUÍZO.

  6. Silva disse:

    A PGE/MA não está nem aí para qualquer tipo de imoralidade. É o mesmo órgão envolvido com o escândalo dos precatórios da CONSTRAN.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tv WhatsApp - Todos os direitos reservado WebAtiva©

Jornlismo/Matrícula 0001286 - MA

RG 14882802000-4